sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Cultura e Comunicação

O tema “cultura e comunicação” me remete ao essencial no desenvolvimento cultural e humano, que é a capacidade de diálogo que as manifestações culturais tem com os diferentes segmentos sociais e históricos da civilização.

A cultura não existe sem comunicação porque na essência significam as relações no sentido de interação, inter-relação, intercâmbio.

No decorrer da história, a comunicação, elemento essencial e central para o desenvolvimento cultural, adquire uma proporção e passa se desenvolver a partir de uma perspectiva de transmissão de conhecimento, de costumes e hábitos, para a manutenção dos valores fundamentais e “caros” às distintas identidades e povos.

A forma mais primitiva de expressão e comunicação ocorre ainda nos primórdios da civilização quando das pinturas rupestres nas paredes das cavernas, manifestação e forma de expressão de uma condição e pensamento.  O nosso conhecimento sobre as antigas culturas chegaram até nós por meio das manifestações artísticas que, de certa forma, foram os instrumentos de comunicação utilizados como ferramentas e porque naquele momento, as expressões culturais e artísticas dialogaram entre si e com o meio.

Desta forma a cultura se perpetua, e se mantém por meio da comunicação, da transmissão do conhecimento e das informações necessárias para a compreensão e entendimento dos processos sociais intrínsecos. Surgem então as ferramentas cada vez mais modernas para perpetuação, sustentação e divulgação de conceitos, valores, princípios, políticas, pensamentos e sentimentos.

Com isso, podemos afirmar que, com base na história e no desenvolvimento da cultura e da comunicação, o que difere o “hoje” do “ontem”, são as novas tecnologias e o impacto que esse movimento gerou em tão curto espaço de tempo na sociedade contemporânea.

O acesso a informação é tão veloz quanto um piscar de olhos. Interagir com pessoas, organizações, governos e sociedades de distâncias consideráveis e ter o conhecimento e as informações quase que simultaneamente ao acontecimento propriamente dito, com certeza, interfere no desenvolvimento cultural dos povos e comunidades.

A comunicação de certa forma, sempre “conversou” com a cultura. A  diferença são os meios e a forma como se estabeleceu e se estabelece estas relações no desenvolvimento do pensamento.

Hoje as mudanças de comportamento e a influência das culturas dominantes no desenvolvimento sócio-cultural e econômico das sociedades em desenvolvimento, acontecem no mesmo ritmo do desenvolvimento tecnológico. E este é um caminho sem volta.

Se é bom ou ruim, vai depender do contexto e do ponto de vista. Não existem verdades absolutas quando se trata de manifestações inerentes ao desenvolvimento humano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário